Substituir as janelas é um investimento no futuro. Em média, deve fazer-se uma ou duas vezes na vida e, por isso, investir tempo nesta decisão vale a pena. O processo nem sempre é simples: há perguntas que precisam de ser respondidas e fatores que têm de ser resolvidos antes de concluir a sua substituição. De seguida, damos algumas pistas que ajudam no processo de substituição das suas janelas.

Composição da janela

Conhecer as diferentes partes que compõem uma janela é importante para fazer uma boa escolha. O caixilho é, desde logo, um fator ao qual é preciso prestar atenção. Pode ser de diferentes materiais: alumínio, PVC, madeira, misto… A solução está em escolher a qualidade do material mais apropriado segundo cada caso para que garanta o desempenho que procura. É muito importante selecionar o vidro mais apropriado a cada necessidade.

De facto, o vidro representa cerca de 80% da superfície de uma janela e nem todos os vidros são iguais, pelo que escolher o mais adequado vai ser fundamental para que as suas janelas garantam isolamento térmico e acústico.

Hoje em dia, os vidros das janelas são “unidades de vidro isolante” ou, como se diz habitualmente, vidros duplos ou triplos que são compostos por dois ou três vidros, separados entre si por perfis separadores que no interior levam uma substância (absorvente de humidade) que absorve a humidade possível do ar dentro da câmara.

Nos vidros duplos, podem incorporar-se diferentes tipos de vidros resultando diferentes tipos de isolamento térmico e controlo solar, proteção contra roubos ou impactos, ou isolamento acústico, entre outros.

A qualidade de fabrico destes vidros duplos determina o seu correto funcionamento e está sujeito a normas europeias que garantem a sua adequada produção e controlo de qualidade. É o caso dos fabricantes independentes que operam com a marca Guardian Select.

Conhecer e explicar bem as suas necessidades

Explicar ao profissional por que motivo decidiu substituir as suas janelas é fundamental como primeiro passo do processo. Saber aquilo que precisa e que novas soluções existem no mercado, vai ajudar a oferecer uma boa assessoria para as novas janelas e o vidro a escolher. Aspetos como as características da sua casa, a sua orientação (sul, norte, este ou oeste), a zona climática, a exposição solar, as entradas de ar ou ruído, humidades, requisitos de segurança, riscos de quebra, etc… Tudo isto são fatores que um bom profissional das janelas e perito em vidro vai perguntar para lhe poder recomendar a melhor opção.

Que opções de vidro existem

Antes dos anos 70, as janelas apenas tinham um vidro o que resultava num isolamento térmico muito pouco eficiente. A partir dos anos 80, a tecnologia desenvolveu os vidros duplos com vidros standard, levando a melhorias desta situação. Mas existem atualmente vidros de última tecnologia a que se aplica uma capa e que melhoram o desempenho de isolamento térmico e controlo solar. Estes vidros, como o vidro inteligente Guardian Sun e o Guardian SNX 60, oferecem isolamento do frio e do calor.

Para além dos vidros de capa, existem outros produtos que oferecem outros benefícios:

Num vidro duplo podem combinar-se vários tipos de vidro para conseguir a composição ideal para as suas necessidades. Se tem dúvidas ou procura mais informação, visite o Configurador da Guardian Glass.

A mudança de janelas num condomínio

Os condomínios exigem certos requisitos a nível estético a todos os vizinhos que pretendam mudar as janelas da sua casa. Por isso, tendo em conta que as janelas são elementos comuns, é aconselhável que faça uma consulta ao seu condomínio. A seleção de um vidro neutro para as janelas da sua casa pode ajudar, como é o caso do Guardian Sun e Guardian SNX 60.

A mudança de janelas implica permissão de obra?

A necessidade de ter autorização para fazer obras depende de vários fatores como, por exemplo, se existem alterações ao aspeto exterior ou a complexidade da obra. Não obstante, aconselha-se a que consulte os requisitos relativos a autorizações de obras para substituir as janelas nos organismos responsáveis em cada município, uma vez que o entendimento das normas pode variar consoante as diferentes regiões do país.

Os instaladores costumam estar informados sobre este tipo de autorizações, pelo que é recomendável que procure um profissional experiente e capaz de o guiar no decurso do processo.

A que profissional recorrer?

Selecione profissionais reconhecidos e experientes, que ofereçam garantia de instalação de acordo com as normas vigentes. As janelas necessitam de uma adequada instalação para garantir o seu desempenho. No motor de pesquisa deste site oferecemos uma lista de profissionais próximos do seu código postal para que possa selecionar e com eles fazer a sua consulta.

E no processo de instalação, assegure-se de que:

  • O instalador faz uma limpeza no final da obra
  • Depois da instalação, verifique se as janelas têm um bom acabamento e se o instalador entregou toda a documentação necessária
  • Solicite e guarde a fatura e o documento da garantia das janelas e dos seus componentes, onde esteja especificado detalhadamente as condições e os prazos de cobertura

Qual o melhor momento para substituir janelas?

Eleja a época do ano que mais lhe convém. As estações do ano com temperaturas mais agradáveis costumam ser o momento ideal para substituir janelas e também o mais habitual. Mas depende, entre outros fatores, de viver ou não no local onde ocorra a substituição das janelas.

Programas de Renovação de Janelas

Existem programas ( ex: Edifícios +Sustentáveis – https://www.fundoambiental.pt ) que procuram melhorar a eficiência energética das casas quando se pretende fazer uma remodelação. Consulte o nosso site sobre este tema.

Comments are closed.